logoExpo
logoCNCCR
nucleo_04

NÚCLEO 04

Hospitais e Sanatórios

Aos hospitais acorriam sobretudo os mais desfavorecidos. A assistência e o tratamento em casa eram privilégio de uma minoria. Muitos hospitais eram de pequena dimensão e grande número deles pertenciam às Misericórdias locais. A expulsão das ordens religiosas levantou problemas e cresceu o número de enfermeiros e enfermeiras profissionais. Tal como o saber médico, também os hospitais se especializavam: Lisboa e Porto contavam com um Hospital de Alienados e na capital funcionavam o Hospital D. Estefânia, reservado a mulheres e crianças, e o Hospital do Rego, para doenças infecto-contagiosas. Desde os inícios do século XX, por iniciativa das Liga Nacional contra a Tuberculose, da Assistência Nacional aos Tuberculosos e de múltiplos legados de particulares, são fundados sanatórios marítimos e de altitude destinados ao tratamento da tuberculose.